Sábado, 15 de dezembro de 2018
89 98106-9327
Política/Eleições

09/10/2018 ás 08h14 - atualizada em 09/10/2018 ás 16h26

JEFERSON FERREIRA

Bom Jesus / PI

Candidatos eleitos sem prestação de contas não serão diplomados
Veja quanto cada candidato ao Governo do Piauí gastou na campanha.
Candidatos eleitos sem prestação de contas não serão diplomados

Os candidatos que disputaram o primeiro turno das Eleições 2018 possuem até o dia 6 de novembro para apresentar a prestação final de contas. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral do Piauí (TER-PI), juntos, os dez candidatos a governador do Piauí gastarão R$ 4.356.773,74. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, afirma que quem não prestar contas não conseguirá ser diplomado no dia 18 de dezembro.


     “O TRE-PI começa agora a análise das prestações de contas. Os candidatos são obrigados a apresentarem os gastos deles. Quem não prestar contas não será diplomado. Todos, eleitos e não eleitos devem apresentar a prestação de contas”, afirmou. A lei eleitoral garantia a cada candidato o limite de gasto de R$ 5.600.000. O governador Wellington Dias (PT), reeleito no primeiro turno, foi o que mais gastou. De acordo com a prestação parcial do candidato, ele teria gastos R$ 1.768.900,82.


     Em segundo lugar aparece o candidato tucano Luciano Nunes (PSDB) com gastos de R$ 1.437.872,91. Elmano Férrer (Podemos) gastou R$ 776.216,49. O médico Dr. Pessoa (Solidariedade) aparece em quarto lugar com R$ 269.824,43. Os candidatos Valter Alencar (PSC) gastou R$ 98.341,86, Romualdo Seno (DC) gastou R$ 9.210,15. A candidata do SPOL, Sueli Rodrigues, gastou R$ R$ 6.407,90. Na disputa deste ano, três candidatos - Luciane Santos (PSTU), Lourdes Melo (PCO) e Fábio Sérvio (PSL) - ainda não declararam os gastos.


     A maior parte dos recursos aos candidatos partiu do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que é oriundo de dinheiro público. Os gastos em grande parte foram em serviços de terceirizados, produção de programas para rádio e televisão; locação de veículos, publicidades por meios impressos, atividades de militância e mobilizações de ruas.

FONTE: GP1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados