domingo, 21 de abril de 2019
89 98106-9327
Geral

12/04/2019 ás 08h24 - atualizada em 15/04/2019 ás 21h42

Jeferson Ferreira

Gilbués e Região / PI

Barragem Algodões II em Curimatá tem tráfego de veículos interditado
A medida preventiva foi tomada nesta quinta-feira (11).
Barragem Algodões II em Curimatá tem tráfego de veículos interditado

A interdição do tráfego de veículos na Barragem Algodões II, em Curimatá-PI, gerou grande expectativa na população da região nesta quinta-feira (11). Com receio de um possível rompimento, moradores próximos dizem que têm medo de permanecer em suas casas e que cogitam até sair do local.


Em um vídeo publicado nas redes sociais, um morador da cidade afirma que haveria três locais de vazamento na parede da barragem, embora não haja até o momento imagens do possível vazamento. Ele afirma que, apesar da barragem não estar na sua capacidade total, as chuvas que caíram na última terça-feira (09) à noite a deixaram bastante cheia que haveria a possibilidade de um vazamento. Em outro momento, um morador da zona rural que diz ter participado da construção da barragem e que morou a vida inteira no local garante que nunca viu ela vazar dessa forma.


Consultado pelo Portal Corrente, o prefeito Valdecir Júnior, que se encontra em Brasília para a Marcha dos Prefeitos, esclareceu que fez uma solicitação ao Governo do Estado pela interdição do tráfego pesado em cima da parede da barragem justamente para prevenir maiores contratempos.


A medida foi necessária, segundo ele, por causa do desvio que os veículos têm feito pela estrada que corta a zona rural do município para evitar a passagem pela PI 413, que liga Curimatá à Júlio Borges, por causa do estado precário da rodovia. "Nós realizamos a manutenção da estrada da zona rural do nosso município e o tráfego de veículos tem desviado por essa estrada, que está muito melhor que a PI, mas que passa pela parede da barragem", informou.


"Ocorre que não apenas os veículos de passeio estão passando por essa estrada, mas também caçambas com várias toneladas, vindas das pedreiras da região. Justamente para evitar uma tragédia solicitamos esse auxílio do Estado. A barragem não foi projetada para suportar esse tráfego pesado", enfatizou.


Sobre a manutenção da barragem, outro ponto denunciado no vídeo feito pelo morador da cidade, o prefeito confirma a situação, mas declarou que o município não tem condições de arcar com a manutenção do local. "Essa manutenção tem um certo custo e nós não temos orçamento e nem a responsabilidade de realizar esse serviço", pontuou.


O diretor geral do IDEPI, Geraldo Magela Aguiar, foi enfático ao negar o possível vazamento. "Foi feito vistoria técnica recente nessa barragem e não foi verificada nenhuma situação de risco. O que ocorre é que às vezes a população confunde a drenagem com um possível vazamento e não foi por isso que ela foi interditada, mas sim para evitar o tráfego de veículos pesados", explicou.


Além do DETRAN, que promoveu a interdição da passagem pela parede da barragem nesta quinta-feira (11), outros órgãos técnicos do Estado são esperados para realizar a limpeza e a vistoria na Barragem Algodões II.

FONTE: Portal Corrente

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Curimatá-PI

Curimatá-PI

Blog/coluna Notícias da cidade.
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados