Sexta, 24 de maio de 2019
89 98106-9327
Política

22/04/2019 ás 08h32 - atualizada em 22/04/2019 ás 09h10

João Victor

Bom Jesus e Região / PI

Bolsonaro libera cargos federais para deputados do Piauí
Nomeações começarão a serem liberadas esta semana.
Bolsonaro libera cargos federais para deputados do Piauí

A espera dos parlamentares pela ocupação dos cargos federais nos estados chega ao fim. O ministro da Casa Civil, Onyx  Lorenzoni, anunciou que as nomeações começarão a serem liberadas esta semana.


A decisão beneficia diretamente os parlamentares piauienses que aguardam pelas indicações. A liberação é vista nos bastidores como uma forma do governo do presidente, Jair Bolsonaro, conter as insatisfações de políticos aliados.


Dos três representantes do Piauí no Senado Federal, apenas Marcelo Castro (MDB) não deverá indicar cargos. Desde a campanha de 2018, o emedebista se coloca como oposição a Bolsonaro. Aliado do PT, ele fica fora das indicações.


Do outro lado, será contemplado com um cargo o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira. O piauiense busca uma reaproximação com Bolsonaro. O presidente já foi do Progressistas e saiu do partido após não ter o apoio de Ciro para concorrer ao Palácio do Planalto.


Superadas as desavenças, Ciro Nogueira deve ser contemplado com a indicação da Codevasf. Em entrevista à coluna, Ciro afirmou que indicou o nome de Inaldo Guerra para o cargo. O senador Elmano Férrer (Podemos), que fez campanha para Bolsonaro, deve manter a indicação de Ribamar Bastos para o comando do DNIT.


Na Câmara Federal, o coordenador da bancada do Piauí em Brasília, Átila Lira, indica José Raimundo Costa para a Funasa. Iracema Portella (Progressistas) indica Djalma Policarpo para o DNOC’s. Júlio Cesar Lima (PSD) indicou o ex-vereador Thiago Vasconcelos, para o Incra.


Apesar de ser do PDT, partido que é oposição ao governo de Jair Bolsonaro, o deputado Flávio Nogueira trabalha para conseguir emplacar uma indicação para o INSS. Até agora a indicação não foi confirmada.


Entre os deputados de primeiro mandato, a deputada Margarete Coelho (Progressistas) pode indicar um nome para a CONAB. Nos bastidores há a informação de que o deputado   Marcos Aurélio (MDB) fará uma indicação para o Departamento Nacional de Produção Mineral. Porém, o parlamentar não confirma a informação e afirma que não foi procurado para tratar de indicações de cargos federais.


Também há a informação de que a deputada  Marina Santos (Solidariedade) indicou o próprio marido, o ex-prefeito de Novo Oriente Marcus Vinicius,  para a Superintendência do Ministério da Agricultura. Ela não confirmou a indicação até agora. Na oposição, Fábio Abreu (PR), Rejane Dias (PT) e Assis Carvalho (PT) não farão indicações.


A Casa Civil alerta que os nomes indicados devem seguir as  normas anunciadas em decreto. É preciso ter formação técnica e ficha limpa para assumir os cargos.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Piauí, Brasil, Mundo

Piauí, Brasil, Mundo

Blog/coluna Notícias do Piauí, Brasil e Mundo
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados