Terça, 21 de agosto de 2018
89 98106-9327

34º

Min 23º Max 35º

Ensolarado

Teresina - PI

às 17:03
Municípios

06/06/2018 ás 11h47 - atualizada em 19/06/2018 ás 07h39

Redacao I

Bom Jesus / PI

CCJ da Alepi reprova projeto de venda de 600 mil hectares de terras
As terras ficam localizadas na zona rural de 15 municípios da região Sul do Piauí, incluindo Corrente e Santa Filomena.
CCJ da Alepi reprova projeto de venda de 600 mil hectares de terras

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí não aprovou projeto do governador Wellington Dias que pede autorização para a venda de 600 mil hectares de terras na zona rural de 15 municípios do Piauí.  A análise do pedido foi realizada nesta terça-feira (05). A oposição derrotou o Governo por três votos a dois e aprovou o parecer do deputado Rubem Martins (PSB) contrário ao Projeto de Lei 06/2018. Dentre os municípios afetados pela medida estariam Corrente, Canto do Buriti, Santa Filomena e Floriano.


Na reunião da CCJ, que foi presidida pelo deputado João Madison (MDB), os deputados Marden Menezes (PSDB) e Gustavo Neiva (PSB) votaram contra a proposição, além do relator Rubem Martins. Votaram a favor da matéria os deputados Francisco Limma Lula (PT), líder do Governo, e o deputado Evaldo Gomes (PTC). Rubem Martins argumentou que a autorização para venda de terras não pode ser concedida pela Alepi em ano eleitoral. Francisco Limma, porém, apresentou voto divergente, assinalando que a matéria poderia ser aprovada até 180 dias antes da posse do novo governador.


Após a votação, Evaldo Gomes disse que a matéria pode ser levada ainda este ano para apreciação em plenário, com o que discordou o deputado Marden Menezes. Segundo o parlamentar tucano, o PL deve ser reapresentado em 2019.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados