Sábado, 23 de junho de 2018
89 98106-9327

31º

Min 22º Max 33º

Muito nublado

Teresina - PI

às 18:27
Polícia

07/06/2018 ás 17h37 - atualizada em 19/06/2018 ás 07h35

Redacao I

Bom Jesus / PI

Traficantes presos em Barreiras do PI participam de audiência na Comarca de Gilbués
Foram presos em janeiro com mais de 300kg de cocaína.
Traficantes presos em Barreiras do PI participam de audiência na Comarca de Gilbués

Os réus Nagib Brito de Aquino e Angelo Augusto Ribeiro Boechat Lopes, presos em flagrante no dia 26 de janeiro deste ano no município de Barreiras do Piauí, acusados de tráfico de drogas e associação ao tráfico, participaram nesta quarta-feira, 6 de junho, da audiência de instrução e julgamento no Fórum Juiz Fausto Ribamar Oliveira, Comarca de Gilbués.

Ambos foram presos pela Polícia Militar do Estado do Piauí ao fazerem pouso de emergência por falta de combustível na cidade de Barreiras com o avião carregado de entorpecentes e dinheiro. Na ocasião, num primeiro pouso os criminosos deixaram seis sacolas carregadas com as drogas na beira da pista e levantaram vôo, mas constataram que a aeronave continuava pesada e jogaram mais sacolas carregadas de drogas do avião. Ainda assim, com medo de seguir a viagem, voltaram à pista de pouso para comprar combustível na cidade, onde foram presos.


Ao todo foram apreendidos mais de 300 kg de cocaína, a maior do gênero na história do estado, mais uma quantia em dinheiro não divulgada. O avião apreendido na operação permanece sob a custódia da Secretaria de Segurança Pública, conforme determinação da justiça.

Na audiência de hoje, presidida pelo juiz Markus Calado Schultz e sob um forte esquema de segurança, os dois acusados declararam que saíram de um garimpo na cidade de Santarém, estado do Pará, com destino determinado apenas pelas coordenadas de GPS. Entretanto, sustentaram sua inocência, uma vez que alegaram que desconheciam o conteúdo da mercadoria que levavam no avião.


Também foram ouvidas na audiência, que teve 4h de duração, seis testemunhas de acusação apresentadas pelo Ministério Público.

A data para uma nova audiência será marcada pelo juiz, a fim de ouvir as demais testemunhas por carta precatória. Após o procedimento, os autos estarão conclusos para julgamento.

Por questões de segurança, os dois acusados permanecem custodiados em um presídio na cidade de Teresina.


Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Gilbués-PI

Gilbués-PI

Blog/coluna Notícias da cidade.
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados