Eleições: 21 devem deixar pastas no Governo cargos para se candidatar

Na lista está o deputado Fábio Novo, o bonjesuense dirige a Cultura.

Por Redação 11/01/2018 - 13:08 hs

"COMEÇANDO A PEDIR VOTOS"

Só aumenta a lista dos nomes que devem deixar cargos do governo do Piauí até o dia 7 de abril, período limite estabelecido pela justiça eleitoral para a obrigatória desincompatibilização.  A previsão, até o momento, é de que 21 titulares deixem os cargos. 

A data, de acordo com a legislação, é o prazo limite para que os interessados em concorrer a candidaturas em 2018 deixem as pastas que ocupam em cargos públicos.
 
Além de secretários, titulares de outras funções como a Fundação Hospitalar, Instituto de Águas e até da Polícia Militar, vão sair das funções até abril.
 
Pelas experiências de já ter passado por semelhantes processos nas administrações anteriores, o governador Wellington Dias (PT) trata do assunto com bastante narturalidade. Wellington Dias não se estende sobre a questão e tem afirmado apenas que pessoas que compõe a equipe do próprio órgão devem assumir os cargos deixados. “Vamos tratar a partir de março. Normalmente o que acontece, é que pessoas da própria equipe assumam, para evitar descontinuidade dos serviços”, adiantou. 
 
Confira a lista dos titulares que devem se afastar:
 
Fábio Abreu - Segurança
Rejane Dias - Educação
Fábio Novo - Cultura
Fábio Xavier - Cidades
Flávio Nogueira Junior - Turismo
Francisco Limma - SDR
Gessivaldo Isaias - Trabalho 
Hélio Isaias - Defesa Civil
Janaína Marques - Infraestrutura
Nerinho - Desenvolvimento Econômico
Zé Santana - Assistência Social
Ziza Carvalho - Meio Ambiente
Merlong Solano - Governo
Franzé Silva - Administração
 
Outras Funções:
 
Pablo santos – Fundação Hospitalar 
Coronel Carlos Augusto - Polícia Militar
Francisco Costa - Instituto de Águas
Francisco Guedes - Fapepi
Marcus Vinícius Dias – Coordenadoria de Modernização
Sâmio Falcão – Coordenadoria de Combate às Drogas.
Cidadeverde.com