Governador exonera PM suspeito de matar garota Emily

Fato aconteceu em Teresina no 25 de dezembro.

Por Redação 11/01/2018 - 18:32 hs

O governador Wellington Dias exonerou o policial militar Aldo Luís Barbosa Dornel, suspeito de atirar na menina Emily Caetano, no dia 25 de dezembro, durante uma abordagem ao carro de sua família, na avenida João XXIII. Aldo havia ingressado na PM por força de uma liminar e já deveria ter sido desligado, mas a PM alega nunca ter sido notificada. Além dele, mais 3 candidatos que foram beneficiados na mesma liminar também tiveram suas nomeações suspensas.

O secretário de Governo, Merlong Solano, confirmou a informação e disse que o governador tornou sem efeito a nomeação do policial e de outros militares, todos reprovados em exames psicotécnicos realizados durante as etapas do concurso para ingresso na PM. Três são do certame de 2011, entre eles Aldo e um do de 2014. 

“É preciso esclarecer que a orientação é abrir um inquérito administrativo quando há desvio de conduta, o que estava sendo feito, mas no caso desse policial (Aldo), a questão estava judicializada desde o início e a decisão foi desfavorável a eles”, afirmou Merlong.