BR-135 deverá ser interditada várias vezes nos próximos meses

O Movimento SOS se reuniu recentemente na cidade de Cristino Castro.

Por REDAÇÃO B1 10/04/2018 - 20:00 hs

Movimento SOS BR 135 garante fechar a “rodovia da morte” sistematicamente para garantir do governo recurso para a obra de alargamento.

Membros do Movimento SOS BR 135 de várias cidades da Região Sul do Estado do Piauí, se reuniram nesse sábado (07/04), na Cidade de Cristino Castro-PI, para articular as ações nesse ano de eleições gerais. O movimento está preocupado por que se os recursos para a obra de alargamento não for liberado até o dia 07 de julho, 3 meses antes das eleições, a obra pode ser paralisada. “Sabemos que o que tem garantido são apenas 78 km de alargamento que vem de Eliseu Martins até aqui próximo a Cristino Castro, isso já é um começo, mas queremos que as autoridades coloquem recurso para quando concluir essa primeira etapa, dos 78 km, a obra não parar”, disse Adelmir Andrade, membro do Movimento SOS BR 135 de Colônia do Gurgueia.

Foi sugerido na reunião que o Movimento SOS BR 135 se faça presente no encontro das cidades que acontecerá em Gilbués no dia 20 de abril, para cobrar dos deputados que por lá estiverem, se as emendas impositivas foram de fato colocadas para a obra da BR como a bancada garantiu numa reunião em Bom Jesus-PI, em agosto de 2017.

“Nós não queremos apenas que nos fale verbalmente que essas emendas foram colocadas, queremos que nos mostre o valor, onde está o dinheiro, queremos ver o papel dizendo: tantos milhões de reais para o alargamento da BR 135, por que aqui ninguém sabe onde está esse dinheiro, sabemos apenas desses 78 km de obra que estão garantida”, disse Nadilson, membro do movimento de Cristino Castro-PI.