Quarta, 20 de Outubro de 2021 08:19
89 98127-8118
Galeria de fotos 11 fotos

Projeto ‘dance lá, que eu danço cá’ leva alegria aos idosos de Currais

11/10/2021 08h40
Por: Redação - Portal B1

No último dia 03, domingo, aconteceu em Currais o projeto “dance lá, que eu danço cá”, um projeto voltado para a pessoa idosa, que foi desenvolvido pela jovem estudante Vanessa Oliveira Silva.

Palavras dela: “Meu nome é Vanessa Oliveira, sou estudante de psicologia e analisando o contexto atual de pandemia, observei que a maioria da nossa população ficou isolada por causa das restrições de segurança em saúde, entendi que nossos idosos precisavam de uma atração para animá-los, uma vez que desde início de 2020 foram suspensas todas as atividades sociais não só em nossa cidade, mas em todos os lugares. Então tive a ideia de desenvolver esse projeto com o intuito de levar alegria para nossos idosos, sabendo que nessa pandemia são as pessoas que mais sofrem, pois ficaram isoladas sem poder fazer a festa presencial que é tradição em nossa cidade com todos reunidos. Com o desenvolvimento do projeto e organização para o grande dia, começamos a divulgação e pessoas da comunidade foram aderindo à nossa causa e formamos uma belíssima equipe de amigos, amigas e colaboradores que marcaram presença do início ao fim com todo entusiasmo e alegria. Contamos também com o apoio e participação do nosso vice-prefeito Kledim Araújo”.

A idealizadora do evento também explicou como aconteceu o projeto: “Passamos de casa em casa com um carro de som com músicas de épocas, cantando, dançando e entregando uma lembrancinha para cada idoso. Nossa maior alegria foi vê-los felizes, sorrindo e se divertindo em alto astral. Foi maravilhoso!”, pontuou Vanessa.

“A final se não fossem eles nós talvez não existiríamos da forma que somos. Nosso coração salta de alegria por saber que nosso objetivo foi alcançado com louvor e que por mais simples que possa ter sido, ficará na lembrança para sempre na vida de todos que participaram”, destacou a jovem.

“Queria agradecer primeiramente a Deus, depois aos meus pais Jose Augusto e Marilene Alves que foram minha base desde o começo e a todos os meus amigos e amigas que me acompanharam na realização desse projeto que para mim foi um sonho realizado. Que Deus nos abençoe e que os próximos possamos está todos juntos novamente”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.