Segunda, 27 de Setembro de 2021 17:16
89 98127-8118
Notícias PIAUÍ

Padre manda Bolsonaro 'ir para o inferno' durante ato em Teresina

Para Ladislau João da Silva, 'o inferno é o lugar dos maus'.

07/09/2021 15h05 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação - Portal B1 Fonte: GP1
Padre manda Bolsonaro 'ir para o inferno' durante ato em Teresina

Durante manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, realizada na manhã desta terça-feira (07), em Teresina, o pároco da Paróquia Imaculada Conceição, localizada no bairro Vila Bandeirante, padre Ladislau João da Silva, mandou o presidente da República "ir para o inferno".

Durante a manifestação do "Grito dos Excluídos", na manhã de hoje, após militantes do PSOL gritarem "Bolsonaro genocida" e "fora Bolsonaro", o padre soltou a frase "e que vá para o inferno" se referindo ao presidente da República.

Em entrevista, o padre Ladislau João ressaltou que Jair Bolsonaro e outros políticos do Brasil enrolam a população com discursos bonitos e disse que o inferno é lugar "dos maus".

“O inferno é o lugar dos maus, aliás, o inferno é muito mais do que isso, é um estado de vida dos perversos, Jesus mesmo disse. Não é só o Bolsonaro não [que tem que ir para o inferno], também existem outros políticos que se aproveitam das pessoas, que ficam enrolando a população com discursos bonitos”, detalhou o padre.

O pároco da Paróquia Imaculada Conceição também disse ainda que na sua visão, no Brasil nunca teve independência. “Temos que tomar consciência que no Brasil não teve independência. Estamos aqui no Grito dos Excluídos, pois acreditamos que esse país tem que ser um país descente, onde haja vida para todos, onde haja emprego para todos. Não é só covid que mata, a fome também mata. Acreditamos em Jesus, ele que veio derrubar essa opressão que mata e que machuca o povo sofredor, acreditamos no projeto dele. Os indígenas estão sendo vítimas desses sistemas, sendo expulsos de suas terras, tudo isso porque existe uma desordem na política, esse governo é um governo de politicagem”, desabafou o padre Ladislau.

Manifestação

Diversos manifestantes se reuniram na manhã desta terça-feira, feriado de 7 de setembro, em um ato organizado na Capital contra o governo Bolsonaro, denominado "Grito dos Excluídos". A concentração iniciou por volta das 8h em frente à Assembleia Legislativa do Piauí, no centro de Teresina.

Manifestações contrárias ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorrem em todo o país. No Piauí, além de Teresina também participam do ato grupos nas cidades de Parnaíba, Picos, Floriano, Piripiri e localidades próximas à região de Queimada Nova.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.