Preços baixos é na loja ASTRO-REI de Bom Jesus, realize o seu sonho agora mesmo...
Armazém Credimar
ASTRO-REI1
PIAUÍ

Criança de 4 anos é vítima de estupro durante sua festa de aniversário

Foi o segundo caso registrado nos últimos dias em PICOS-PI.

14/02/2019 08h09
Por: REDAÇÃO

Uma criança de quatro anos e uma adolescente de 12 anos foram vítimas de estupro em Picos (a 306km de Teresina) nesta semana. Um dos crimes aconteceu no domingo(10) durante a festa de aniversário da criança vítima. 

A delegada Ana Patrícia Rufino, titular do 1º Distrito de Picos, informou que a mãe da criança sentiu falta da filha e foi procurá-la pela casa. "Em um dos cômodos, ela presenciou o autor com a menina, gritou e chamou a polícia", afirmou.

O suspeito é tio avô da criança e não seria da cidade, estava passando uns dias e foi convidado para a festa com outros familiares. "Bateram muito nele e teve que ser submetido a uma cirurgia no hospital regional ", informou a delegada. 

O nome do autor não foi revelado para preservar a vítima. Ele teria cerca de 60 anos. Ele está no Hospital Justino Luz, sob custódia de policiais.

A delegada Ana Patrícia ouviu o suspeito na manhã de hoje e ele relatou que não lembra de ter praticado o ato. "Ele não confessou. Afirmou não recordar", disse. 

Ao receber alta, o suspeito será encaminhado a Penitenciária de Picos. "O auto de prisão foi feito no domingo. Ele já tem a prisão preventiva decretada pelo juiz. Terei 10 dias para relatar o Inquérito e ao final, irei indiciá-lo pelo crime de estupro de vulnerável", ressaltou a delegada.

Outro caso

Uma adolescente de 12 anos foi estuprada dentro de casa, pelo filho de seu padrasto, um lavrador de 25 anos. Eles moram na zona rural de Picos e dividiam a mesma casa há dois anos, quando a mãe da vítima estabeleceu união estável com o pai do suspeito. 

A delegada Ana Patrícia foi a responsável por lavrar o flagrante do crime que ocorreu na manhã desta terça(12). "A mãe encontrou a filha desacordada e pediu ajuda do autor para levá-la ao hospital. Lá ela entrou em contato com o Conselho Tutelar, pois já suspeitava que ele teria praticado o ato. O Conselho solicitou ajuda da Polícia Militar que foi até o povoado e encontrou o autor na casa da avó. Ele não esboçou reação, confessou e foi preso", descreve.

Segundo a polícia, o lavrador teria dito que a considerava como uma meia-irmã. "Ainda não posso precisar se foi a primeira vez ou se já havia ocorrido outros episódios, só com o depoimento da vítima é que vou ter mais informações. Mas, ela passou por cirurgia e continua internada", afirma a delegada Ana Patrícia.

O lavrador está preso, seu nome também não foi revelado para preservar a vítima. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.