Preços baixos é na loja ASTRO-REI de Bom Jesus, realize o seu sonho agora mesmo...
ASTRO-REI1
Armazém Credimar
CERRADO

Produção de soja no Piauí cai 217 mil toneladas

A soja é de longe o principal grão produzido nos cerrados piauienses.

13/06/2019 09h05Atualizado há 2 meses
Por: João Victor
Fonte: Cidade Verde

O Brasil vai colher este ano um novo recorde na safra de grãos, com destaque para o milho. Os dados são da CONAB, que aponta para uma soma total de 238,9 milhões de toneladas na safra 2018/19. Será a maior colheita da história, superando as 237,6 milhões de toneladas do ciclo 2016/2017, que até então era o recorde. O dado negativo fica com a soja, que tem safra menor em 11 estados, entre eles o Piauí.

De acordo com a CONAB, o bom resultado nacional se deve especialmente à colheita de milho, que deve fechar em 97 milhões de toneladas – um crescimento de 11,2 milhões de toneladas em comparação com o ano passado. Esse aumento na safra de milho compensa boa parte das perdas na cultura de soja, que fechará o período com uma produção de 114,8 milhões de toneladas, volume 4,2% abaixo da safra 2017/2018.

As perdas na soja têm impacto importante no Piauí, já que é de longe o principal grão produzido no Estado. No ano passado, os cerrados piauienses colheram 2.539.000 toneladas de soja, contra 2.322.000 toneladas deste ano. A diferença é de 217 mil toneladas, a menos. Essa perda não é compensada pelos ganhos em outras culturas, como milho e algodão, com participação bem menor que a soja.

No atual ciclo, o Piauí registrou aumento de área plantada nas principais culturas. No caso da soja, foram quase 5% a mais, o que não se refletiu em mais grãos. Isso porque o ciclo chuvoso apresentou algumas irregularidades, ao contrário do que aconteceu no ano anterior: na safra 2017/2018, o ciclo chuvoso foi considerado quase perfeito, fazendo que o Piauí alcançasse a segunda maior produtividade de soja do país

Na atual safra, algumas regiões apresentaram pequenos veranicos – período de mais de três semanas sem chuva. Esse fenômeno foi verificado especialmente em Uruçuí, uma das regiões de maior produção de soja no Estado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.