Quarta, 21 de Outubro de 2020 16:49
89 98127-8118
Dólar comercial R$ 5,61 0.05%
Euro R$ 6,66 +0.5%
Peso Argentino R$ 0,07 -0.17%
Bitcoin R$ 75.996,21 +7.013%
Bovespa 100.858,65 pontos +0.32%
Notícias PIAUÍ

Aprosoja: Piauí não cresce mais por falta de investimento

Produtores do Cerrado não têm estradas em boas condições para escoar produção.

13/10/2020 18h05 Atualizada há 1 semana
Por: Redação

O presidente da Associação de Produtores de Soja do Piauí (Aprosoja), Alzir Neto, afirmou nesta terça-feira (13) que o Piauí só não cresce mais economicamente por falta de investimentos. No caso dos Cerrados, por exemplo, o presidente afirma que o problema das estradas atrapalha a chegada de insumos.

“Um volume muito grande de insumos que nós temos investindo nas áreas e não tem suportado. A nossa região nos últimos 10 anos cresceu acima de 15% e esse ano nós almejamos aí um crescimento a maior de 10%. Isso tudo por conta de investimentos, então, não está dando, não tem condição. Por que o Piauí não cresce mais? Por que a gente não consegue investir”, disse o presidente em entrevista à TV Cidade Verde.

O desabafo de Alzir Neto é em função do rompimento de uma estrada na Serra das Laranjeiras, entre as cidades de Currais, no interior do Piauí, ao entroncamento de acesso à Transcerrados. A área está intrafegável desde a segunda-feira (12) e isso pode atrasar a safra de grãos para 2021. 

Foto: reprodução WhatsApp

“Nós não conseguimos produzir mais, pois não conseguimos investir. As mineradoras não conseguem entregar. As transportadoras não querem ir pra região. O estado não cresce por conta disso. É uma matemática simples. Como é que eu vou produzir se eu não tenho os insumos? O volume de caminhões é muito alto. Nós estamos falando da rodovia fundamental para o Piauí”, declarou.

“Isso se repete em todo o Cerrado, desde a Transcerrados, da 391, 392. É exatamente igual para todos os trechos que demandam investimentos”, acrescentou.

O rompimento da estrada foi causado pela chuva, O trecho comprometido é de cerca de 45 km e com a estrada intrafegável, o desvio para chegar a Transcerrados é em média de 150 km.

Em nota, o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) disse que dos 330 km da Transcerrados, mais de 80km já foram asfaltados. 

“No momento, neste trecho, estiveram equipes com obras em andamentos que adiantaram as fases de terraplanagem e quebra de rochas para retirada de desníveis da rodovia. As obras de asfaltamento - que interliga municípios de Currrais, Bom Jesus e Baixa Grande do Ribeiro - devem ser entregues totalmente pavimentadas até o início do próximo ano através do Pro Piauí”, informou o órgão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.