Quinta, 04 de Março de 2021 03:50
89 98127-8118
Dólar comercial R$ 5,66 -0.03%
Euro R$ 6,83 -0.28%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.11%
Bitcoin R$ 297.190,15 -2.366%
Bovespa 111.183,95 pontos -0.32%
Notícias SUL DO PIAUÍ

Goleira natural de São Raimundo é convocada para a Seleção Sub20

Conheça a garota de 16 anos que é atleta do Fluminense (RJ).

09/02/2021 18h38 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: Cidade Verde
Goleira natural de São Raimundo é convocada para a Seleção Sub20

Ravena de Jesus Silva, natural de São Raimundo Nonato, cidade à 530km de Teresina, é mais um nome que esperamos falar com frequência aqui no Piauí. A garota de 16 anos é goleira na equipe do Fluminense (RJ) e atualmente disputa o Campeonato Brasileiro Sub18, competição que lhe abriu portas, pois rendeu a primeira convocação para a vestir a camisa da Seleção Brasileira Sub20. A convocação veio na última semana, na lista do técnico Jonas Urias, que prepara o grupo para o Sul-Americano no mês de junho.
 
“Eu vim morar no Rio de Janeiro com 10 anos de idade e participei de um projeto na instituição Colorado e minha ex-treinadora Tânia me levou para fazer uma peneira nas laranjeiras e graças a Deus passei, tenho três anos de Fluminense, é meu primeiro clube e agora nesse campeonato, o Brasileiro Sub18 graças ao meu time eu me destaquei junto com as meninas e agora fui convocada para Seleção Sub20. Estou muito feliz, é uma nova experiencia para mim e seja o que Deus quiser”, conta Ravena. 

Ravena é mais um daqueles nomes que saíram cedo demais de casa e por consequência da terra natal e do aconchego familiar, mas aos poucos ela colhe o resultado dessas escolhas. “Sinto muita saudade da minha família que está aí no Piauí, mas é só me dedicar mais e mais agora”, disse a goleira Ravena.  
  
A Arqueira veste a camisa do Flu (RJ) desde 2019 e essa é sua terceira temporada e ao lado de outra piauiense, a goleira Awanny Míria, natural de Barra D’Alcântara, começa a trilhar seu caminho com a camisa verde e amarela.  E com Awanny Míria, goleira do Palmeiras, elas abrem um novo leque de talentos no futebol feminino piauiense no setor defensivo e especificamente com goleiras. 

Nos últimos anos o Piauí sempre teve representantes nas seleções de base ou principal, mas o que todas tinham em comum é o fato de serem atletas ofensivas, velozes e nomes responsáveis por balançar as redes e não evitar que isso aconteça. É uma nova safra de atletas do estado que começa a surgir. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.